Calegari Contabilidade

A Calegari Contabilidade oferece serviços fiscais e contábeis de qualidade, confiança e segurança, garantindo assim, total sigilo de informações.

Conta com profissionais qualificados para poder informar e orientar seus clientes com total tranquilidade, além de uma infraestrutura.

Se você procura um Escritório de Contabilidade em Saltinho que possa te auxiliar na abertura de empresa e assessoria fiscal, trabalhista e contábil, aqui você tem a oportunidade de contratar.

Nós trabalhamos para que nossos clientes possam focar em suas atividades sem se preocupar com todos os assuntos regulatórios da sua empresa.

Como continuar vendendo em tempos de crise

Infelizmente, hoje vivemos uma situação de vacas magras. Porém, vale a pena lembrar que crises vêm e vão, mas seu negócio precisa continuar, independente do momento atual.

Por isso, separamos alguns itens essenciais para se ter em mente na hora de separar os homens dos meninos em momentos turbulentos como o que estamos vivendo.

Relacionamento com o cliente é um diferencial maior do que nunca
Em momentos apertados, é normal que os clientes revisem seus custos e cortem os que acharem que não são tão importantes assim.

Nessa hora, um bom relacionamento pode fazer a diferença tanto para reforçar a sua proposta de valor e mostrar o porquê do seu produto/serviço ser essencial, quanto para negociar opções caso realmente a situação esteja apertada para o seu cliente.

Nessa linha, vale a pena ressaltar que relacionamento não significa apenas empresas de serviços presenciais. Varejos e empresas na internet também pode manter um bom relacionamento com seus clientes através de estratégias de fidelização e bom atendimento.

Facilite a forma de pagamento
Indo mais a fundo na negociação com o cliente, é importante lembrar que uma opção viável é facilitar a forma de pagamento, seja através de parcelamentos ou adiamento do pagamento.

Por mais que eu seja extremamente a favor de que você receba sempre o quanto antes para ter liquidez (dinheiro na mão para fazer investimentos), é melhor perder um pouco no fluxo de caixa do que aumentar o risco de perder o cliente para sempre por causa de uma situação momentânea.

Controle próximo do seu fluxo de caixa
Como falamos no item anterior, a possível perda de clientes e renegociação dos pagamentos a receber faz com que sua necessidade de controle sobre o fluxo de caixa seja ainda mais importante.

Saber exatamente quanto você tem na mão, quanto está para entrar e não gastar dinheiro que não tem é mais do que uma recomendação, é praticamente um lema para quem quer sobreviver a essa situação.

Caso você não domine as técnicas de gestão financeira, se aproximar do seu contador ou outros empresários mais experientes é uma ótima opção para se fortalecer nessa área.

Planeje-se para quando a poeira baixar
Chegando aquele momento em que você vê a luz do fim do túnel, é a hora de se preparar para dar pulos ainda maiores na hora que a situação estiver mais tranquila.

Em termos práticos, isso significa saber muito bem onde você deve investir para continuar crescendo.

Momentos de crise fazem com que você separe o joio do trigo nos seus produtos, sua forma de vender e nos canais de aquisição de clientes. Essa reflexão forçada tem um lado bom, aumenta sua experiência e conhecimento sobre o negócio.

Para ir ainda mais longe, é essencial aplicar esse conhecimento e aprendizados no momento em que a crise começar a se afastar.

Clichê, mas verdadeiro: Crise traz muitas oportunidades
Existem diversos ditados populares referentes ao tema, como “Ou você reclama da tempestade ou vende guarda chuvas”, “Existem 2 tipos de pessoas, as que choram e as que vendem lenço”, e por aí vai.

Mas o ponto principal é: qualquer momento mais complicado te força a parar um pouquinho e analisar o que é realmente relevante pra você. Desde reavaliar o peso que você dá para um determinado produto/serviço no portfólio, até pessoas que perdem seus empregos, decidem empreender e começam a realizar seus sonhos através disso.

A moral principal da história é: o que não está sob seu controle, não adianta se preocupar. O que está sob seu controle, ao invés de se preocupar, aja em cima disso!

Especificamente para quem está interessado em aproveitar esse momento para começar algo do zero, recomendo bastante conferir a Fórmula de Lançamento.

Em termos práticos, a Fórmula de Lançamento é um treinamento de alta performance para quem deseja construir negócios digitais absolutamente do zero.

O Erico Rocha, empreendedor que trouxe a Fórmula de Lançamento para o Brasil, é CEO de 3 startups brasileiras e decidiu compartilhar as técnicas de sucesso que já foram aplicadas por 463 empreendedores brasileiros. Vale muito a pena dar uma conferida.

Se você quer criar um negócio digital do zero ou tem interesse em usar melhor a internet para atingir níveis de vendas extraordinários, veja mais sobre a Fórmula de Lançamento clicando aqui.

Os recursos da empresa são bem investidos?

Na maioria das vezes, ao ouvir essa pergunta, um empreendedor já direciona o seu pensamento para finanças — e respostas como estas podem surgir:

  • estamos investindo em equipamentos/num novo espaço físico;
  • temos um pouco de capital de giro num CDB;
  • um pouco do lucro nós usamos para otimizar o estoque.

A questão é que “recurso”, principalmente em uma PME, não significa dinheiro diretamente, mas sim tempo e atenção do empreendedor e das principais pessoas envolvidas no negócio.

Então, caro empreendedor(a), como você tem investido os seus recursos mais valiosos: seu tempo e sua atenção?

Para te ajudar nisso, seguem aqui 3 dicas essenciais:

1- Clientes, clientes, clientes

O foco do empreendedor são os clientes.

Isso pode significar tanto que o empreendedor está em contato direto com os principais clientes e trabalhando para trazer novas contas estratégicas, quanto que ele acompanha os principais vendedores bastante de perto e ajuda diretamente na criação de estratégias comerciais e, claro, na entrega do seu produto/serviço.

Para que esse foco seja realmente levado à prática, mais de 80% do seu tempo deve ser investido nisso. Afinal, qual é o elemento essencial para a existência de qualquer empresa?

Clientes.

2- Meça e analise constantemente

Um elemento essencial de qualquer investimento (tempo do empreendedor ou aquele lucro a mais) é medir constantemente seus benefícios diretos (e indiretos).

O costume de checar métricas não é fácil de ser criado, por isso é importante que o empreendedor incorpore isso na cultura de sua empresa, não só dando o exemplo, mas mostrando na prática como esses resultados influenciarão diretamente o futuro da empresa.

Para conhecer as principais métricas de vendas, veja o artigo Indicadores de vendas essenciais para o seu negócio.

3- Não é essencial? Terceirize

A maior resistência que recebemos em relação às dicas acima é que o empreendedor precisa cuidar de várias outras coisas, como fluxo de caixa, pagamentos, contratos, entrega do produto e por aí vai.

Claro, empresas muito começo normalmente não têm recursos suficientes para ter pessoas especializadas. Ao mesmo tempo, ela também não tem uma estrutura grande o suficiente para ocupar tempo do empreendedor – ou seja, o foco de um empreendedor, sozinho ou já mais estruturado, continua sendo clientes, clientes, clientes.

Por isso, tudo que passar daqueles 20% disponíveis de tempo para outras atividades precisa ser terceirizado, seja para outro funcionário ou um prestador de serviço. Acredite, o tempo do empreendedor é valioso demais para não cuidar do que mais importa em uma empresa: clientes.

Por exemplo, uma ótima forma de otimizar seu controle financeiro e ficar dentro dos 20% é utilizar o Gerenciador Financeiro do Banco do Brasil. Além de permitir a realização de centenas de transações bancárias e financeiras, o canal de autoatendimento oferece a opção Fluxo de Caixa. Com essa ferramenta, você pode projetar e visualizar a situação de caixa da sua empresa para qualquer data, facilitando a tomada de decisões.

Fonte: http://saiadolugar.com.br