Empreender é fazer pequenos progressos todos os dias

Muitas vezes eu me perguntava: Por que muitos planos nunca saem do papel?  Por que tantos sonhos nunca são realizados? Por que as pessoas começam e não terminam os seus projetos? A resposta é a mais lógica de todas: a maioria das pessoas não está realmente disposta a realizar os sonhos.

Tudo parece estar tão longe e fora de alcance. Alguns criam coragem e dão os seus primeiros passos, mas, desistem logo pelo caminho. Outros já nem tentam, pensando no enorme trabalho de chegar até lá.

Então, qual o segredo dos campeões? Se eles chegaram até lá, deve haver alguma maneira de se manter o foco e atingir o grande objetivo final.

Em busca de respostas, me deparei com uma pesquisa realizada em neurociência junto a ovelhas. Estranho isso, mas cheguei à conclusão de que todos nós somos cabeça de ovelha.

A pesquisa mostra a evolução do comportamento das ovelhas.

Antes elas eram soltas em campos abertos com a finalidade de irem de um lugar a outro. Dessa maneira, elas simplesmente não caminhavam, ficavam ali paradas e isso era um grande problema para quem as conduzia.

Ovelhas pensam de forma parecida com o ser humano.

Ao avistar aquele campo enorme e aberto, pensavam: Nossa, vou ter de andar tudo isso e nem vejo o fim. Dará muito trabalho, vou gastar muita energia e nem sei para onde estou indo. Não vou caminhar. O melhor é ficar aqui mesmo sendo muito mais cômodo a mim.

O que os pesquisadores descobriram para resolver o tal problema?

Que era preciso colocar pequenos obstáculos ou muros.  Ai sim elas saberiam para onde estariam caminhando e que em algum momento aquilo teria um fim “alcançável”. Para atravessá-las de um campo ao outro eles colocaram esses pequenos muros como meta a ser alcançada. Dai quando elas chegavam ao ponto esperado, o próximo passo era levá-las a outro pequeno muro e assim completou-se a missão que era quase impossível e  com sucesso.

Quantas vezes não agimos feito ovelhas?

Sem saber qual ponto chegar fica tudo muito complicado e mesmo confuso. Precisamos de pequenos muros como orientações e por que não trazer essa pesquisa da neurociência para o nosso dia a dia também?

Esta mesmo a fim de transformar um grande projeto em realidade?

Divida-o em pequenas metas alcançáveis, as quantifique e persista todos os dias neste seu trabalho. Quando você chegar até o seu “muro” verá que o segredo era apenas dar o primeiro passo, e que aquilo que parecia ser tão distante pode vir a ser realidade e nem era tão complicado assim.

 

Fonte: http://www.saiadolugar.com.br/

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *