Programa de Fidelidade: Saiba como manter seus clientes próximo a sua empresa

Descubra as formas de criar o seu próprio programa de fidelidade

É muito comum ultimamente ver empresas, independentemente do porte, utilizarem programas de fidelidade para angariar uma fixação dos seus clientes para com a sua empresa. Quando esse tipo de estratégia de fidelização é utilizada une-se a qualidade de produção e a empatia para fazer do cliente assíduo e fiel.

De modo geral, fidelizar clientes é mais fácil do que angariar novos clientes, fora que é mais barato nas esferas de tempo, dinheiro e esforço. Se o cliente consumiu e gostou do seu serviço esse já é o primeiro passo da fidelização. Mas ainda não é o suficiente, o seu serviço tem que ficar marcante para que ele não venha experimentar opções diferentes, e é aí que entra fidelização não só dos seus serviços, mas da sua marca para com o cliente.

Saiba quais são os benefícios e confira algumas estratégias de fidelização do cliente para com a sua empresa em Saltinho.

No que beneficia

O “boca a boca” ainda é o mecanismo de divulgação mais efetivo e democrático do planeta, independentemente da era digital que vivemos. A credibilidade da indicação do produto ou serviço por alguém conhecido é uma forma de divulgação gratuita da empresa que para a população, de modo geral, é mais forte que qualquer veículo de imprensa ou comunicação em massa.

Quando o programa de fidelidade é implantado em uma empresa, essa empresa ganha um potencial divulgador gratuito do trabalho e um cliente fixo do seu produto ou serviço, já que pesquisas comprovam que mais de 80% dos clientes que usam do programa de fidelidade de uma empresa se fidelizam realmente a essa empresa.

Descubra maneiras de controlar as finanças da sua empresa

Entenda como a contabilidade financeira pode ajudar neste controle

Para que você não venha ter dor de cabeças nos balanços financeiros periódicos da sua empresa, ter um bom controle financeiro é mais do que fundamental. Quando você abre o seu negócio, financeiramente falando , o seu objetivo é converter em lucro todas as duas vendas, fazendo com que a sua empresa sempre esteja em superávit financeiro. Mas pra isso, o equilíbrio financeiro é essencial.

Você, empreendedor, precisa se preocupar com a qualidade do serviço fornecido, enquanto uma contabilidade, por exemplo, pode fazer esse controle de gastos.

Acompanhe esse artigo e saiba o quão importante é o controle financeiro para a saúde da sua empresa.

A CONTABILIDADE PODE TE AJUDAR

As suas contas precisam ter posicionamentos diferentes. É claro que parte do lucro de sua empresa passa a ser a sua conta pessoal, o que não significa que as duas podem ser conjuntas. Diferentemente, as duas precisam ser administrada separadamente com foco e planejamento diferente. Assim, por melhor administrador que você venha a ser, precisará imprescindivelmente de uma contabilidade lhe dando suporte.

Você precisará focar na produção e desempenho do serviço da sua empresa e com isso deixar as projeções contábeis na mão do escritório de contabilidade. Já que os balanços é que ditarão o rumo financeiro da sua empresa. Para isso, há um conjunto em relação a projeção de investimentos, que fica sob encargo da contabilidade, e desenvolvimento de um melhor e mais atrativo serviço, dentre de todo projeto organizacional interno etc.

APLICATIVOS E PROGRAMAS PODEM AUXILIAR

Mas não devem substituir os serviços técnicos qualificados de uma contabilidade, mas no ato de transação financeira, empenho de gastos etc, alguns aplicativos podem ser muito útil numa contabilidade parcial.

A tradicional planilha do excel é a primária, mas alguns programas dão recursos ainda maiores, sendo eles alguns de versão mobile, ou seja, de bolso.

Meu Dinheiro: aplicativo que permite uma análise financeira total, até mesmo por meio de pagamentos futuros (cartões de crédito e cheques pré-datados). Além disso, ele tem a opção de inclusão de prospecções financeiras futuras. O “Meu Dinheiro é um aplicativo gratuito.

Guia Bolso: Aplicativo financeiro mais completo, pois é integrado com instituições bancárias, dando um resultado monetário cada vez mais próximo da sua realidade financeira.

Mobilis: Possui a versão mobile, mas a online é a mais completa. Conta com acesso a gráficos que demonstram de forma atualizada o processo financeiro da sua empresa. Mas diferentemente do “Meu Dinheiro” e do “Guia Bolso”, possui uma versão a parte da gratuita que dá mais recursos aos assinantes.

Minhas Economias: Como diferencial possui lembretes. É gratuito. Assim, como também, o “Projetos Financeiros”.

Perca o medo de pedir ajuda!

Pode até parecer complicado, mas pedir ajuda faz parte da nossa trajetória

Colocar em prática o sonho do negócio próprio, um desafio difícil que pode ficar ainda mais se você encarar sozinho.

Por mais que, a princípio, você já seja desencorajado naturalmente dentro da percepção das pessoas estar em seu redor, saiba que o CLT não é a única opção de vida profissional, principalmente nos dias atuais. Enquanto os seus amigos e família não possuem o costume de umas segunda opção (o que é natural) você precisa partir pra cima das dificuldades se quiser fazer do sonho do empreendimento próprio uma realidade.

E não quer dizer que o habitual de quem está ao seu redor é diferente da sua idealização profissional que você não poderá contar com essas pessoas. A diferença é a perspectiva de cada um. Enquanto você acredita que consegue ser bem-sucedido profissionalmente abrindo uma empresa na qual aposta, algumas outras pessoas podem possuir objetivos de chegar até determinado lugar na empresa que trabalha ou chegar em uma outra determinada empresa através do seu empenho profissional, o que em nenhum caso é errado, pois sucesso profissional nada atem a ver apenas com financeiro, mas também tem a ver com estar fazendo aquilo que o conforta no mercado de trabalho, num posicionamento financeiro que, clarividente, conseguirá sustentar o seu padrão de vida.

Então, saiba, independentemente de realidades diferentes e de perspectivas distintas, agarrar esse processo de inicialização da empresa sozinho é uma espécie de suicídio, sendo que você pode pedir ajuda. Entretanto, é importante que você seja estratégico em seus pedidos de ajuda, para que o auxílio venha a ser efetivo e determinante na sua empresa.

Acompanhe, então, neste artigo, dicas que para que você perca medo de pedir ajuda.

A IMPORTÂNCIA EM PEDIR AJUDA

Quando você começa a tocar uma empresa, os resultados demoram para aparecer. Isso porque houve um investimento inicial, logo uma saída fora do normal, que precisa ser reparada na medida do tempo com as entradas.

Para que essas entradas venham a aparecer mais rapidamente, o empreendedor não pode trabalhar sozinho. Mas sem dinheiro terá que recorrer a um recurso que lhe demandará coragem: pedir ajuda.

Toda atividade é mais eficiente (rápida e competente) se produzida por uma equipe e ao pedir ajuda você contribui para que, por meio do trabalho em equipe, você busque o retorno o mais rápido possível

Toda ajuda especializada é bem-vinda, seja em forma de consultoria, conselho, teoria ou até mesmo com uma força colocando a mão na obra.

VENÇA O MEDO

Para que você quebre todas as barreiras quanto aos pedidos de ajuda, é importante você ter noção de determinadas realidades como:

  1. Você ouvirá nãos

Outra expressão que já se tornou recorrente é a que diz: “O máximo que você pode escutar é um não”, e temos que concordar mais uma vez com tal máxima, pois se você sabe que o não já terás, o que custa tentar se surpreender. Afinal, a vida é uma caixinha de surpresas, já diria a sabedoria popular.

E mais, mesmo quando você não consegue reverter o não em sim, são exatamente esses nãos que lhe deixaram calejados para tentar incessantemente buscar os sins do difícil mercado empreendedor.

  1. Mapeie competências

Coloque no papel tudo o que o seu negócio vai precisar e saiba quem, dentro de determinadas consequências, pode te ajudar.

Primeiramente, veja o que você mesmo pode fazer, mas nunca se ache bom em tudo, pois quem tudo acha que sabe na realidade não sabe de nada. Invista exatamente nas competências que você possui a certeza de desenvolver.

A partir do momento em que você mapeou as suas competências pessoais, parta para a busca de pessoas que podem te ajudar com as demais competências.

  1. Busque inspirações

Leia constantemente biografias de grandes empreendedores e procure absorver ensinamentos dos seus inícios no mundo do empreendimento.

Veja que, senão todos, a grande maioria teve que pedir ajuda no inicio e o quão bom isso fez para que dessem passos para o sucesso que possuem hoje.

Saiba a importância da contabilidade gerencial na hora de gerenciar a sua empresa

Saiba a importância da contabilidade gerencial na hora de gerenciar a sua empresa

Os desafios de uma empresa são extraordinários e as responsabilidades acerca das tarefas em si são inúmeras. Então, temos que estar atento a mecanismos que auxiliarão você a obter bom resultados com o mínimo de esforço, esta é a contabilidade financeira. O maior erro de um empresário é achar que pode tirar de letra esse setor e assim reter o dinheiro de um determinado departamento neste sentido, mas, nesse caso, o investimento neste setor o poupará de estresses futuros e ainda o auxiliará no alavancamento financeiro da empresa. A contabilidade financeira serve como uma aliada e joga junto.

A parceria com uma contabilidade financeira abrange os campos de o aumento da renda dos seus negócios por meio por pesquisas específicas de mercado, desenvolvendo tais projetos para mapear e melhorar a projeção financeira e o investimento, bem como fugir de taxas abusivas de impostos e afins.

Então, não poupe esforços para firmar parceira com uma contabilidade financeira que expire total confiança e competência.

  • Funções

São inúmeras as funções que podem ser desenvolvidas dentro de um processo de contabilidade gerencial. Funções que giram em torno da gestão financeira empresariam, mas que abrangem em processos de estudos de mercado interno e externo, a fim de descobrir como reter o máximo de dinheiro de contribuições financeiras e investir cada vez mais para o alavancamento do negócio.

Dependendo da forma de trabalho, a contabilidade pode otimizar o serviço de diversos departamentos interno da empresa parceira, gerando um desafogamento de funções e até mesmo um desafogamento financeiro nos departamentos. Matando assim, dois coelhos em uma única cajadada, já que dará mais qualidade de vida aos funcionários e desafogará o patrão financeiramente.

Algumas ferramentas não financeiras como o Valor Agregado de Mercado e o Valor Econômico Agregado são comumente usadas por esses departamentos financeiros, também.

Então, é importante que a empresa venha procurar uma contabilidade financeira que dê um suporte sério e competentes. São inúmeras empresas que fornecem esse tipo de serviço no mercado, mas é importante que o empresário esteja atento nos diferenciais e o quanto ela conversa com os princípios e valores da sua empresa em questão de foco específico. Faça uma boa pesquisa para não ter nenhum tipo de arrependimento futuro.

  • Competências que a contabilidade financeira precisa ter

O conhecimento de um profissional focado no setor contábil vão além das questões financeiras e econômicas, por mais que esses sãos os fatores preponderantes a se tratar numa contabilidade. Ter conhecimento jurídico é fundamental, também, para lidar com resoluções e processos jurídicos.

Mas esse nível de conhecimento deve ir ainda mais além, já que diversos fatore socioeconômicos contribuem com o sistema financeiro de um país ou até do Planeta como um todo, o que automaticamente respinga na sua empresa.

Fora, ter uma linguagem formal oral e escrita e conhecimento bilíngue.

Essas variáveis precisam ser bem empregada para a sua equipe, que precisa sempre trabalhar em grupo de forma competente para um bom andamento do serviço. Este hoje traduzido em processos virtuais que precisam ser bem compreendidos pelos profissionais do departamento, para otimização de tempo e atividades.

Essas competências são partes fundamentais e parte um grande diferencial na hora de observar e valorizar a empresa que cuidará do setor contábil da sua.

Com tudo isso, a contabilidade financeira vai auxiliar a produção da sua empresa, pois não só apenas fará o levantamento de dados que tangem a situação monetária do empreendimento em questão, mas analisará estratégias para o aumento do resultado, a diminuição de despesas e investimento de lucros. Tudo isso, através de amplas pesquisas de mercados que mapeará e posicionará a sua empresa da melhor forma possível.

Resumindo, a contabilidade financeira, ajuda na gestão da empresa nos aspectos organizacional, estratégico e interfere diretamente no resultado.

Investimento inicial: quanto você precisa economizar para abrir o seu negocio em Saltinho

Saiba qual é o valor necessário do investimento inicial para iniciar a sua empresa em Saltinho

O processo de abertura de uma empresa em Saltinho tende a ser muito estressante, o que é normal até a página dois. A burocracia, o capital inicial e todo o planejamento é algo maçante que, por outro lado, pode ser diminuído caso você possua um bom setor contábil que, com eficiência, o auxiliará o assessorando na questão do investimento inicial e te norteando quanto a postura mediante as questões legais, que realmente fogem do nosso controle.

Você pode trabalhar junto com um escritório contábil, que nada mais é uma empresa especializada para todo esse tipo de serviço específico para empresas privadas. De abertura de CNPJ, de uma forma que o modelo da empresa se enquadre em suas perspectivas e condições para pagamento de tributos, até mapeando todo o mercado, analisando concorrência e fazendo planejamento de investimento inicial.

Para ter todo o conhecimento para realmente aplicar o seu dinheiro e iniciar o seu negócio, confira esse artigo.

  • Aspectos Financeiros

É muito importante que ao abrir uma empresa em Saltinho, o empreendedor fique atento a muitos detalhes que podem, muitas das vezes, embargar o seu negócio de início, seja por meio de burocracias ou por serem imprevistos literais nos quais o empreendedor, despreparado, não terá caixa para resolvê-lo. O setor contábil sempre está atento a essas responsabilidades fiscais e pode muito bem servir como uma forma de assessoria para que você não se enrole no processo de triagem dos seus documentos.

1. Infraestrutura

Não é apenas o espaço físico que comanda a sua estrutura, mas tudo aquilo que será trabalhado em sua empresa. No caso de empresas físicas, preocupação com a instalação de maquinários, segurança do local e dos produtos etc, são muito importantes. No caso de empresas onlines, a preocupação vai além do espaço físico, já que muitos trabalham home office, mas na questão da infraestrutura de entrega do produto/serviço ao cliente.

2. Formalização da empresa

Aí entra o papel de uma boa empresa de contabilidade atrás do seu negócio. Você colocando esse setor na mão de uma empresa especializada neste tipo de serviço diminuirá muito o seu estresse, pois eles analisarão o seu investimento inicial e lhe enquadrarão em um modelo de empresa conveniente para a sua função e sua realidade financeira, fazendo com que você sofra o mínimo possível com impostos.

Além da abertura do CNPJ, as empresas precisam ter ciência de determinadas etapas (principalmente em empresas de sedes fixas). Existe o processo de capital social, no qual o empreendimento para e aberto de forma regular, precisará pagar taxas para Junta Comercial, elaborar contrato social (sob tutela de um advogado), obter alvará da vigilância sanitária e corpo de bombeiros, enfim. Um processo que, por cima, fará com que o empreendedor, ao abrir o seu negócio, desembolse na casa R$1.000,00.

3. Mãos à obra

Seu negócio oficialmente regularizado, é a hora de começar a colocá-lo em prática, sendo assim,é importante que o empreendedor tenha noção do custo de produção dos seus produtos, além dos custos administrativos da empresa. Nessa hora, também, é importante reservar, no mínimo, 5% do valor estipulado para auxílio em um possível imprevisto ou situação inesperada, a máxima do capital de giro que precisa estar bem definido no papel desde o princípio como parte do investimento inicial.

Além disso, analise concorrência e fornecedores para ter uma ideia da sua margem de lucro, essa pesquisa de mercado chama-se benchmarking e analisa todo o mercado ao seu redor, como parceiros, concorrências e meio de mercado, tanto atualmente quanto historicamente.

Também sempre tenha noção do seu fluxo de caixa e procure ficar sempre a par de sua situação financeira. Para isso, é extremamente necessário que quem faça todas as projeções e cálculos seja a contabilidade, mas você precisa estar ao lado do setor contábil da sua empresa para que juntos o empreendedor tenha os prognósticos e realize as estratégias de ascensão do seu negócio. No princípio, essa noção é muito difícil de se ter pela empresa possuir mais saídas do que entradas, mas um bom escritório contábil fara projeções de vendas, compromissos e créditos para que sempre se tenha tal estimativa.

4. Plano de Marketing

Muitas vezes tratado como desnecessário, o marketing é fundamental para qualquer negócio, principalmente aos que iniciam. Sua marca precisa chegar ao conhecimento do seu público-alvo, por isso que o marketing precisa estar dentro do seu investimento inicial. Além do mais, as práticas de publicidade no meio virtual barateou muito os custos de marketing e dinamizou muito a estrutura entre empresa em Saltinho.