O e-social mudou a estrutura, saiba onde entra a assessoria contábil pra ajudar

A assessoria contábil será fundamental à sua empresa após as mudanças estruturais do e-social, nos setores trabalhistas e de RH

O Governo Federal apresentou as principais alterações do e-social, programa que unifica órgãos tributários como a Receita Federal, o Ministério do Trabalho, o INSS e a Caixa Econômica Federal, que acarretarão em adaptações à sua empresa, principalmente nos setores trabalhistas e de RH. Essas mudanças trarão uma importância maior ao serviço de assessoria contábil à sua empresa. O que no primeiro semestre valia para empresas de maior porte com balanço financeiro de até 78 milhões/ano, agora valerá também a empresas de pequeno e médio porte, inclusive os MEIs (microempreendedores individual).

Assessoria contábil em dados

De acordo com dados oficiais do Governo Federal, até agosto de 2018 mais de 1 milhão de empresas aderiram as mudanças do sistema e-social. Por meio do levantamento desses dados, por exemplo, a assessoria contábil contribuirá norteando as melhores ações da sua empresa, até porque, embora o número de adesão das empresas seja expressivo, ele não é algo simples, principalmente no que se diz respeito aos recursos humanos e nas questões trabalhistas.

A complexabilidade desses processos está justamente na adequação das empresas às novas regras. Para que ela venha estar bem guarnecida, a assessoria contábil é fundamental, não só no processo de implementação das ações, mas, também de adaptação da empresa a essas mudanças.

Assessoria contábil e as mudanças do e-social

Juntamente com as mudanças do e-social, está um grande investimento em tecnologia vindo a partir da Receita Federal. Essa tecnologia terá como função ter um banco de dados com as informações trabalhistas de todas as empresas, independentemente do seu porte.

Cabe, então, a assessoria contábil, a partir dessas mudanças, estar a par delas e preparar a empresa aos processos de fiscalização quanto ao fator humano –  RH e setores trabalhistas.

Para auxiliar a assessoria contábil, todas as informações trabalhistas estarão ligadas em um sistema de informação direcionado diretamente ao e-social, o Confirp Digital.

Assessoria contábil: parte prática

Com a nova onda do e-social, dinamizando e automatizando o máximo possível as ações empresariais, a assessoria contábil organizará e estruturará a sua empresa para que as ações da Receita não venham interferir de forma direta negativamente o seu negócio.

É nessa hora que os tais fatores humanos virão a tona, muito mais do que as plataformas automáticas incorporadas ao e-social. Embora toda a alteração que atrele as execuções de serviço ao meio digital sejam acompanhadas por diversas ressalvas, dessa vez as mudanças do e-social resultaram em reclamações práticas. A alteração no fluxo de trabalho dos responsáveis pelos recursos humanos e setores trabalhistas precisa ser bem organizada pela assessoria contábil para não gerar nenhum tipo de dano à empresa.

Por fim, num fator de organização, a assessoria contábil é importante em qualquer aspecto da empresa. Em situações de alteração drástica, como a do e-social, a necessidade da assessoria contábil é ainda maior.

O e-social mudou a estrutura, saiba onde entra a assessoria contábil pra ajudar

As alterações na estrutura do e-social resultou em mudanças nos recursos humanos e em processos trabalhistas, saiba onde a assessoria contábil ajudará a sua empresa com essas mudanças

O Governo Federal apresentou as principais alterações do e-social, programa que unifica órgãos tributários como a Receita Federal, o Ministério do Trabalho, o INSS e a Caixa Econômica Federal, que acarretarão em adaptações à sua empresa, principalmente nos setores trabalhistas e de RH. Essas mudanças trarão uma importância maior ao serviço de assessoria contábil à sua empresa. O que no primeiro semestre valia para empresas de maior porte com balanço financeiro de até 78 milhões/ano, agora valerá também a empresas de pequeno e médio porte, inclusive os MEIs (microempreendedores individual).

Assessoria contábil: dados

De acordo com as contas do Governo Federa, 1 milhão de empresas aderiram a nova modalidade do e-social até agosto de 2018. Isso significa que a assessoria contábil, por meio desses dados, terá que nortear ações de adaptação da sua empresa, direcionando o que deverá ser mudado ou as ações que precisarão ser mantidas no seu negócio.

Entretanto, o número expressivo de adesão de empresas ao e-social, embora seja importante, não significa tranquilidade dos empresários nesse processo de mudanças, até porque mudança nunca é algo muito bacana para quem já está “confortável” em sua posição e terá que se adaptar, o que para os pequenos e médios empresários significa adequar-se as novas regras de RH e do setor trabalhista, que tem sido até mais complicada do que lidar com os fatores de implementação digital.

Exatamente por isso, a segurança dada pela assessoria contábil é tão importante nesse momento de transição de metodologia.

Assessoria contábil: mudanças do e-social

Com as mudanças do e-social, as supervisões e fiscalizações quanto a questões trabalhistas ficaram mais criteriosas. Cabe, então, a assessoria contábil manter a empresa a par das suas responsabilidades e fugir das consequências negativas. Imaginava-se que as mudanças que mais afetariam os empresários seriam as de tecnologia, o que aconteceu em uma proporção bem menor do que se era imaginado. A tecnologia, ainda por cima, tornou-se um braço desse processo de alterações do e-social, pois centralizou as informações diretamente a um sistema de informação, o Confirp Digital.

A assessoria contábil na preparação

Há relatos de alguns empresários que já estão usando a nova plataforma, e há um excesso de reclamações. Primeiramente, havia-se uma preocupação maior com a automatização dos sistema, o que chegou a acontecer, mas numa esfera muito menor do que se esperava. O que foi o real problema nessa nova fase do e-social foi a imposição de um novo fluxo de trabalho principalmente para profissionais que atuam em setores de Recursos Humanos ou em departamentos pessoal.

Essas mudanças levou aos profissionais citados uma responsabilidade de adequação aos sistemas em diversas funções de processamento eletrônico.

Esse momento de adequação nos serviços de RH e de fatores humanos levará as empresas a uma adequação de conhecimento, a partir daí entra o papel da assessoria contábil, justamente para assessorar esses departamentos com os dados de contabilidades que ela tem em seus domínios e dinamizar esses processos de mudança da melhor forma possível.

Para você se relacionar melhor com os seus clientes, tenha uma boa consultoria contábil por trás

Para que a sua empresa, efetivamente, saiba quem são os seus clientes e o seu público-alvo, a importância da consultoria contábil é evidente

O maior patrimônio da empresa é o seu cliente, e manter um bom relacionamento com ele é fundamental, independentemente do segmento. Por meio de uma consultoria contábil, a sua empresa terá mais subsídios para se relacionar cada vez melhor com aqueles que fazem com que a sua empresa siga firme e forte no mercado.

Nesse artigo, vamos mostrar fatores onde a consultoria contábil auxiliará para que a sua empresa agregue no relacionamento com os seus clientes.

1. Persona 

Por meio de dados levantados no processo de consultoria contábil, a contabilidade trará para a sua empresa a persona do seu cliente ideal. Esse processo acontece através de análises de mercado, fluxo de compras e vendas, personificação da concorrência etc.

É claro que essa persona não significará única e exclusivamente o perfil do seu cliente, mas será a responsável por encaminhar as ações para que a sua empresa se relacione ainda melhor com eles.

2. Conheça com quem você lidará

No processo de teorização do relacionamento com o cliente, a consultoria contábil, contando com o planejamento por meio de dados, promoverá a disponibilização de conteúdos onde o seu cliente pode estar transitando. Fóruns, sites, tendências, serão retiradas pela consultoria contábil para que você sempre esteja a par dos gostos e da realidade dos seus clientes.

3. Jornada do cliente

Sabendo profundamente quem é a sua persona e o que trás ela para próximo da sua empresa, fica mais fácil para saber cada etapa com que ela chegará até a compra, a chamada jornada do cliente. A consultoria contábil, ainda por meio dos dados e pesquisas de mercado feita pode prescrever passo a passo onde o seu cliente pode chegar.

4. Parte prática

Até o então tudo foi teoria, até mesmo a etapa de jornada do cliente, que é a transcrição da teoria para a prática. Ao personalizar o seu atendimento para o seu cliente, superando as suas expectativas, a tendência é que você feche o negócio o mais rápido possível. Use o fator consultoria contábil ao seu favor para que esse processo flua de forma perfeita.

5. Fidelização

Quando a consultoria contábil trás para você tanta informação e a ideia de estar um passo a frente do seu cliente, é justamente pensando em fideliza-lo. Proporcionar a melhor sensação possível ao seu cliente, resultará em tê-lo sempre por perto. O relacionamento é o principal motivo para toda essa etapa de trabalho.

7. Humanização da sua empresa

Nunca a frase “Coloque-se no lugar do outro” foi tão real. Isso porque por mais que todos os projetos de consultoria contábil venha auxiliar a sua empresa, nada melhor do que humanizar, de fato, o seu relacionamento com o seu cliente.

Contabilidade gerencial: erros e acertos da sua empresa

Você sabe onde precisa melhorar na sua empresa? E o que está indo bem e precisa ser mantido? Conte com a contabilidade gerencial para responder essas perguntas

Um grande erro de muitos empresários é a auto-suficiência. Isso não quer dizer que a confiança é algo negativa para um negócio, porém, o excesso de confiança pode prejudicar no quesito autocrítica. Somente saber fazer não é o suficiente para o sucesso da sua empresa, por isso a contabilidade gerencial é muito importante para todo o processo de gestão do seu negócio.

Saber em que patamar a empresa está, aonde ela esteve e onde ela quer chegar é fundamental para a gestão de sucesso de qualquer empreendimento. O auxílio da contabilidade gerencial será um braço para que a empresa esteja norteada e atenta sempre aos seguintes fatores: missão, mercado, recursos, despesas e operações tributárias.

De acordo com o SEBRAE, 25% das empresas fecham as portas antes de completar o seu primeiro ano no mercado. Esses números preocupantes podem ser sanados com a contabilidade gerencial ao lado da empresa desde o seu embrião. Fatores como os citados acima, precisam estar a par da empresa antes mesmo dela iniciar os seus trabalhos.

Acertos

Com a contabilidade gerencial caminhando ao lado da sua empresa, ela, logo de cara, terá um plano de negócios, demonstrativo que mostrará de onde a empresa vem e aonde a empresa vai, de acordo com a renovação das suas perspectivas. É nessa hora que, em conjunto com a contabilidade gerencial, a empresa definirá o ramo de atuação almejado, o produto a ser oferecido, o posicionamento da empresa no mercado e o seu público-alvo, para, aí sim, definir as ações a serem tomadas.

Quando a empresa possui uma contabilidade gerencial ao seu lado, terá criada consigo uma cultura de planejamento de negócios, cuidando, assim, atenciosamente de cada etapa. A contabilidade gerencial apoiará a empresa justamente com informações e dados para que esse planejamento seja feito.

Implantar formas de controle administrativos relacionados à saúde financeira da empresa é muito importante para o sucesso do negócio. Entradas, saídas, programas de gestão financeira, orçamentos, custos etc, tudo precisa estar totalmente claro dentro do processo de gestão da empresa.

Fora do ponto

É importante que a empresa se atente em melhorar as suas falha, sem agravá-las. A contabilidade gerencial servirá, então, para fazer esse meio de campo e evitar ruídos internos da sua empresa que venha prejudicar o processo de trabalho.

O planejamento será melhor estruturado por meio da contabilidade gerencial, principalmente no que tange as questões financeiras. Conselhos técnicas e avaliações nas questões monetária auxiliarão na estruturação financeira da empresa.

Acompanhando as tendências tecnológicas, a contabilidade gerencial precisa adaptar a sua empresa para o compasso dos tempos.

Sucesso da empresa

Quando um artista plástico realiza uma pintura de sucesso, embora realize todo o seu processo de produção de forma solitária, precisará de materiais produzidos por um outro grupo de pessoas. O que isso quer dizer? Que sozinho ninguém vai a lugar nenhum, muito menos a sua empresa. Trabalhando lado a lado com a contabilidade gerencial, a sua empresa tende a ter uma amplitude de organização empresarial muito grande que tende, quase que automaticamente, culminar em sucesso.

Saiba como fidelizar os clientes da sua empresa

Saiba como fidelizar os clientes da sua empresa com uma boa gestão pós-venda e garanta que eles te ajudem em dias difíceis

Em tempos atuais, manter o fluxo de caixa da sua empresa está bem difícil. E se está tudo difícil, cabe a empresa, então, apostar nos clientes fieis da sua cartela. Fidelização é a palavra de ordem para que você nade contra essa maré que não está pra peixe.

Mesmo entendendo que em tempos de recessão o poderio de compra dos clientes, embora fieis, diminui abruptamente, cabe a sua empresa aumentar o poderio de barganha e usar a fidelização ao seu favor.

Fidelizar clientes pode ser a garantia da manutenção do ticket médio da sua empresa, mesmo em tempos de crise.

Na dúvida, recorra aos números

É na fidelização que clientes satisfeitos promoverão a sua empresa, indicando e, até mesmo, sendo novos consumidores de outros produtos ou serviços. Ter em seu portfólio clientes deste aporte, significa que a sua empresa está em 80% no caminho certo no que tange a excelência no atendimento.

Apenas 5% de retenção de clientes gera na casa de 25 a 75% de lucro, segundo pesquisas realizadas por Fred Reichheld, medindo o índice de lealdade do cliente através da Net Promoter Score.

Como fidelizar, então?

Junto com a palavra da moda, fidelização, caminha a palavra pós-venda. Quando você vende para determinado cliente e esse mesmo cliente possui uma outra demanda, você fará uma nova venda. A diferença é que no processo de gestão pós-venda, essas demandas serão descobertas no compasso do relacionamento e o processo de venda não será mais baseado na conquista e, sim, na confiança.

Todo empresário precisa entender, de uma vez por todas, que o processo de vendas é infinito em uma empresa e, mesmo que o cliente firme negócio com você, ele seguirá sendo um cliente em potencial, seja para consumir determinados novos produtos ou serviços ou na promoção ambulante da sua empresa, seja por indicação ou como um case de sucesso e satisfação.

É no momento de aperto das mãos que oficialmente inicia-se o relacionamento entre cliente e empresa. Até o então, podemos dizer que ambos estavam em processo de flerte, paquera. É no pós-venda que ambos saberão se o relacionamento poderá ter um futuro duradouro, ou não.

Tão importante quanto a efetivação do seu cliente é a fidelização e, para isso, a gestão pós-venda possui um espaço muito importante na empresa.

Fidelização na aproximação

Estar sempre próximo ao seu cliente é um grande passo para a fidelização do próprio. Dê ao cliente a sensação de segurança e a relação de que ele tenha feito a escolha certa. Ao adquirir o seu produto ou serviço, o seu cliente assim o fez por entender que a sua empresa tinha a solução para algum desejo ou necessidade dele, o que é uma grande responsabilidade.

Se possível, capacite uma equipe exclusivamente para esse relacionamento pós-venda com o cliente, justamente para que ele se sinta tratado de forma especial e as suas dúvidas, questionamentos e feedbacks sejam colocados em prática, principalmente em tipos de serviço que tendem a atuar de forma personificada.

Conclusão

Cliente satisfeito significa imagem positiva para a empresa e essa satisfação garante retorno, boas indicações e garantia de compra em momentos não positivos do mercado.