Saiba tudo sobre planejamento estratégico

E também entenda como os serviços contábeis podem contribuir

Todo processo vai muito além da usa efetivação, ele faz parte de uma estratégia que visa a manutenção de uma filosofia de trabalho e estudos científicos que fazem parte de um processo duro e trabalhoso, mas que gera resultados dentro do conceito empresarial. Por isso mesmo, por meio de um bom serviço de contabilidade esse planejamento precisa ser feito de um controle de qualidade que busque estratégias que beneficiem a empresa.

Por meio desses serviços de contabilidade serão estudados números e estatísticas de lucro e média de vendas para que haja um planejamento estratégico que influenciará a forma de trabalho da empresa internamente e como ela se apresentará aos seus clientes, podendo gerar mudanças de posicionamento, linguagem e até mesmo oferecimento de linhas e produtos. Mas essas ações não são regras, mas, sim, possibilidades dentro de uma composição de um planejamento que passará por um amplo estudo contábil antes de ser aplicada.

Esse serviço de contabilidade também pode ser importante para que time que está ganhando não se mexa, mas continue ganhando, ou seja, o planejamento estratégico serve tanto para melhor desempenho quanto para manter desempenhos positivos.

PRINCIPAIS INDICADORES DE PLANEJAMENTO

Lucratividade do negócio

Lucro líquido/Receita total x 100.

Para que esse cálculo seja feito, é plenamente necessário o acesso ao percentual total de lucro da empresa. Essa é informação é o mínimo que um gestor precisa para conhecer da parte financeira da empresa. Esse valor terá variáveis de acordo com o porte da empresa e todo o seu planejamento e movimentação financeira. Por isso, o serviço de contabilidade precisa ser acionado para esse estudo estar o mais próximo possível da realidade.

Crescimento mensal

Receita atual – Receita do mês anterior/Receita anterior x 100.

Como alertamos anteriormente, o lucro varia por determinados fatores e um desses fatores é o tempo. Período de entressafra ou de menor movimentação do seu público, pode gerar receitas mensais menores. Por isso que um balanço periódico (geralmente mensal) é necessário para conferir o aumento a diminuição do movimento financeiro da empresa, para que essa análise gere manutenção ou alteração de estratégia de vendas.

Conversão de vendas

Contrato fechado/clientes atendidos x 100

Nesse quesito você tentará achará o poder de fogo da sua empresa no oferecimento do seu produto ou serviço, achando porcentagem de conversão de interessados em clientes. Também será importante para analisar a gestão de marketing, comunicação e divulgação do seu produto. Necessariamente mexe com uma boa parte de departamentos da empresa.

Participação no mercado

Volume de vendas dividido pelo faturamento total e faturamento segmentado multiplicado por 100.

É uma prática também denominada Market Share e consiste numa análise de mercado de forma ampla, que demonstra a atuação da empresa, se está sendo produtivo, ou não.

Produtividade

Produto gerado dividido pelo recurso utilizado.

Essa produção pode ser relativizada quando observada de um todo, então para evitar injustiças, o ideal é observa-la de forma setorizada, para que você, como gestor, venha a primar pelos departamentos e funcionários que têm despenhado bem a s suas funções em detrimento de outros que têm prejudicado o trabalho como um todo. Assim como time que está ganhando não se mexe, as estratégias que têm gerado algum resultado prático venham a ser mantida no planejamento e na gestão da empresa.

Funcionários

Número de funcionários dividido pelo período multiplicado por 100.

O Turnover, como é chamado esse tipo de perspectiva, calcula o desempenho dos funcionários por meio de uma análise geral e de departamentos, levantando estratégia motivacionais, cálculo  de metas e comissão e até produtividade para possíveis promoções, dispensas e trocas de departamento.

DEFINIÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO

Como há diferentes tipos de indicadores, automaticamente eles serão específicos dentro da realidade e a estratégia pré-definida pela sua empresa.

De modo geral, esses indicadores terão como visão geral a redução de custos desnecessários e a otimização de recursos da empresa.

Existem alguns indicadores estratégicos universais, mas quanto mais próximo da realidade da sua empresa ele for definido melhor é para todas as perspectivas do negócio em si.

Saiba construir o seu patrimônio empresarial

Saiba como construir um patrimônio dentro de um conceito de gestão empresarial

O conceito de patrimônio é bastante complicado de se definir na teoria, principalmente no que se diz a respeito a aplicação na gestão empresarial, mas a prática de definição acampa nos métodos de serviço de contabilidade. Isso porque dentre tantas coisas de responsabilidade do empreendedor, as questões contábeis geram algumas dúvidas administrativas.

Basicamente, patrimônio consiste no conjunto de bens, obrigações e direitos da sua empresa. De forma prática, podemos exemplificar como: os materiais, seja técnico ou humano, que você precisará para desempenhar as funções da sua empresa, as contas a pagar e o lucro a receber. Tudo isso monta o resultado final do seu patrimônio que será definido em meio a um serviço de contabilidade.

Esse artigo vai te mostrar que patrimônio não consiste apenas em números positivos. Acompanhe até o final e saiba tudo sobre a construção de um bom patrimônio empresarial.

IMPORTÂNCIA DO PATRIMÔNIO NA EMPRESA

Para definição de patrimônio em sua empresa, é fundamental que exista um processo de gestão financeira, que fica de olho em todo o processo monetário em que a sua empresa está envolvida. No caso, o gestor da empresa precisa ter bem separada as suas contas pessoais das da empresa, para que em nenhum momento haja confusão. O lucro total, sem nenhuma margem de investimento se torna dinheiro pessoal, antes disso é dinheiro da empresa e qualquer desfalque pode influenciar na gestão.

Quais são os gastos da empresa O empreendedor necessita saber e identificar qual é qual, nisso um serviço de contabilidade eficiente ao seu lado pode o posicionar. Os gastos variam de fixos e justamente variável e depende muito do meio de atuação da empresa, tempo, localidade, público-alvo. Alguns fatores interno podem ser revistos, já outros fatores, externos, não podem ser modificados, mas podem ser cogitados e esperados, dentro de um prognóstico de planejamento.

É importante que tudo o que se diz respeito a patrimônio esteja bem calculado e estudado sem erros de gestão. A ponta do lápis é a hora do serviço de contabilidade entrar em campo e ele é muito essencial.

É importante que o empreendedor foque na gestão técnica da sua empresa e por isso não busca se envolver nesse tipo de prática, para não gastar energia e foco aonde pode ser desprendido um serviço te´nico mais específico e competente, com o ode serviço de contabilidade. Por melhor que seja o empreendedor, administrativamente falando, ele tem muitas outras coisas mais importantes para se preocupar e que vão definir a vida da empresa e só ele pode estar no lugar, enquanto na questão financeira, o serviço de contabilidade tira de letra.

Definir e colocar no papel de forma específica e bem definida parece ser simples, mas faz parte de um serviço de contabilidade. Muitos empreendedores acham que podem fazer isso sozinho por saberem que a prática de levantamento de patrimônio empresarial é semelhante à da sua pessoal, mas esquecem que na sua vida empresarial muitas são as responsabilidades, sendo assim, nada melhor do que alguém cuidar especificamente da us gestão de patrimônio para que a gestão da empresa não venha focar apenas no patrimônio e deixar a produção de serviço para trás ou não focar devidamente no patrimônio, por isso a construí-la dentro de um serviço de contabilidade é de fundamental importância.

CÁLCULO

Primeiramente você precisa ter ideia do seu patrimônio líquido, ou seja, do lucro da sua empresa sem retirar os dividendos dos gastos e contas naturais. Todo e qualquer porte empresarial precisa estar atento a essas questões, porém, quanto menor for o porte da empresa, mas a atenção nessa questão pode ser redobrada.

Por isso, a empresa precisa fazer ter uma periodicidade definida para que o seu serviço de contabilidade venha fazer balanços e, se preciso for, traçar metas de corte de gastos condicionando a empresa dentro da realidade financeira patrimonial da mesma. Nesse processo, o serviço de contabilidade também fará uma ampla pesquisa de mercado, com concorrência e números anteriores da sua própria empresa, fazendo um comparativo para supor cortes ou até mesmo aquisições para evolução e melhorias. Essa prática bem realizada por meio de um departamento específico e profissionais competentes, segurará o empresário que pode continuar focando na gestão técnica específica do seu negócio.

Auditoria Contábil: como um contador pode auxiliar nesse processo

Com a ajuda de um profissional, saiba se a sua empresa tem seguido o padrão contábil nacional

O processo de auditoria contábil é extremamente importante no sistema organizacional da empresa e consiste no balanço financeiro do estado da empresa. Por isso, a figura do contador é extremamente importante nesse processo.

Um processo de auditoria sério e competente feito por um contador qualificado pode identificar erros e acertos dentro da gestão financeira e da produtividade da empresa, além de prever e prevenir fraudes e desfalques dentro da gestão interna da sua empresa.

Para desenvolver a auditoria, o contador precisará ter acesso a documentos, registros e todo e qualquer tipo informação adicional que diga a respeito as questões financeiras da sua empresa. Outro motivo do desenvolvimento deste processo é o enquadramento da empresa dentro de normais contábeis, para evitar qualquer tipo de transtorno do estabelecimento com a Receita Federal ou demais órgãos legais do governo.

Além de ser um fator de fundamentação financeira, a auditoria contábil também pode ser vista como benéfica dentro dos setores: administrativo, fiscal, técnico e social da empresa.

O PROCESSO DE AUDITORIA CONTÁBIL

Esse processo de auditoria contábil está definido dentro de uma norma nacional e é definido em etapas distintas, o que inclusive facilita a explicação do funcionamento do processo.

Primeiramente, o auditor será responsável por recolher todas as informações financeiras em que a empresa está envolvida e terá de esclarece-las da forma mais transparente possível. Após isso, será feito um controle interno, que servirá como uma documentação prática do desenvolvimento da empresa para que posteriormente uma gestão de teste como novas estratégias para resolução dos pontos deficitários.

Caso no teste há uma comprovação de melhoria de resultado, a gestão da empresa, então, terá que relatar o processo de forma de desenvolver um feedback. Já o contador também terá de relatar o processo a fim de defini-lo dentro das normas regulamentadores contábeis nacional.

Ou seja, o processo de auditoria, dentro das normas de contabilidade, passa pela etapa de pesquisa ambiental, planejamento, controle interno, testes e parecer.

QUAIS OS BENEFÍCIOS DA AUDITORIA CONTÁBIL

O processo de auditoria contábil é benéfico para todos aqueles que estão envolvidos. Por exemplo, o empresário poderá ter maior confiabilidade e credibilidade em seu projeto e os investidores um prognóstico positivo quanto estar embarcando numa boa iniciativa empresarial. Além disso, transparece a movimentação financeira para a Receita Federal dando um bom posicionamento a empresa no que se diz respeito a questões legais.

Os resultados de prognósticos e as perspectivas levantadas a partir da auditoria fiscal ainda auxiliaram o projeto a dar uma boa guinada, driblando os seus principais pontos negativos.

Isso tudo colocando a empresa dentro dos padrões contábeis do nosso país, de forma legal e totalmente responsável.

As mentiras mais comuns numa entrevista de emprego: saiba quais são e esteja em alerta

Deixe o seu departamento pessoal vacinado e safo para lidar com as piores mentiras e gafes no momento de contratar

O desemprego no Brasil tem sido coisa recorrente, principalmente nos últimos anos. Com a crise financeira, todos os setores empreendedores do Brasil foram afetados e o resultado disso foi o corte de gastos e consequentemente demissões em massa.

Com o mercado de trabalho restrito em meio a muitas pessoas disponíveis em diversos cargos, uma vaga de emprego vale muito e algumas pessoas são capazes de muita coisa para conquistá-la, ate mesmo mentir.

Fora que a mentira é um mecanismo de defesa e escama quando a pessoa se sente acuada em qualquer situação, então se a pessoa usa esse mecanismo para sair de uma situação adversa em uma entrevista de emprego, contratado utilizará desse desvio de caráter para sair de situações adversas dentro do seu trabalho na empresa.

Por isso, o departamento pessoal precisa ser safo, pois a entrevista de emprego fala muito sobre quem é o funcionário.

Algumas mentiras comuns

Poderíamos encher esse artigo de mentiradas tradicionais que beiram a anedotas, mas para não dispor muito do texto, vamos há algumas principais para que a galera do departamento pessoal possa ficar atenta.

A primeira delas é o candidato que mente quanto ao local que reside, isso já em seu currículo. Com o excesso de pessoas em busca de emprego e as escassas vagas no mercado de trabalho, as empresas têm ficado cada vez mais criteriosas e aceito menos pessoas de municípios diferentes, até por motivo de valorização local e contensão de despesas como vale-transporte intermunicipais.

Já no momento da entrevista, o motivo pelo qual o candidato está desempregado é dito de forma mentirosa muitas vezes, afinal a pessoa tem a consciência de quem o bom profissional precisa está colocado no mercado de trabalho, mas se esquece que com a crise financeira até bons profissionais foram dispensados. Se o profissional é realmente um bom profissional não terá vergonha de dizer que foi dispensado, já que pode ter como carta na manga uma recomendação de sue antigo emprego numa eventual ligação da empresa em potencial. Agora, mentir dizendo que a demissão foi algo que partiu do próprio funcionário pode queimá-lo no momento em que a verdade vir à tona.

Outra mentira comum está no histórico e na experiência do profissional. Alguns entraram nos trabalhos anteriores no final de um determinado ano e foi demitido já no começo do ano seguinte, não passando nem pelo período de experiência, mas omite os meses em que trabalhou dando uma ilusão de ter trabalhado cerca ou até mais de um ano. Outros mentem em cursos, especializações estas competências, essas podendo ser observada só após o contrato, por isso o período de experiência que coloca a em prática as qualidades abordadas em entrevista, mas pode ser observada em entrevista devido ao comportamento corporal ou a forma da fala que podem acusar uma inverdade.

ATENÇÃO: 9 de julho é a data limite para que as empresas parcelem seus débitos fiscais

De acordo com o SEBRAE, apenas 148 mil das 556 mil empresas notificaram aderiram ao parcelamento

No próximo dia 9 de julho será o limite para que as empresas que possuem débitos com o Simples Nacional solicite o programa de parcelamento. Essas empresas já foram notificadas com antecedência, inclusive os Microempreendedores Individuais. Para os MEIs a parcela mínima é 50 reais, já para empresas de pequeno porte tem suas parcela mínima estipulada em 300 reais.

133.207 microempreendedores fizeram o contato com o sistema de parcelamento após serem notificadas, se incluirmos os MEIs (Microempreendedores Individuais) o número sobre para 148.356 em dados divulgados pelo SEBRAE até o último dia 21 de julho.

“É a primeira vez que o dono de pequeno negócio tem a oportunidade de quitar dívidas em condições especiais, da mesma forma como já ocorreu com as grandes corporações. Foi um longo processo de sensibilização e defesa desse novo Refis no Legislativo e no Executivo até conquistarmos esta vitória. Agora, é fundamental que os empresários entrem em contato com a Receita, buscando se regularizar e ganhar fôlego para continuar inovando e gerando emprego”, afirmou a presidente em exercício do Sebrae, Heloisa Menezes.

Nos últimos meses ainda houve uma certa dúvida sobre ser possível esse Programa Especial de Regularização Tributária, já que foi vetado pelo poder executivo, mesmo tendo sido aprovado por Congresso e Senado Nacional. Por isso mesmo, o setor legislativo, com a ajuda do próprio SEBRAE, conseguiu derrubar o veto da presidência, permitindo assim o parcelamento das dívidas anteriores ao final de de dezembro de 2017.

Primeiramente, a empresa deverá garantir o pagamento e 5% do valor do débito em, no máximo, cinco parcelas que, por sua vez, não terão juros tampouco correções monetárias. Já os outros 95% do valor poderá ser parcelado em até 175 vezes, mas se pago em apenas um vez possuirão benefícios de descontos. No caso do pagamento integral em uma só vez, 90% dos juros e 70% da multa será destituída do valor total. No caso do parcelamento em 145 vezes, o desconto diminui para 80% nos juros e 50% na multa. Por fim, o parcelamento total dá apenas 50% de desconto nos juros e 25% nas multas.

Independentemente dos casos um desconto é líquido e certo, os cursos de honorários com advogados e todos os encargos legais são destituídos do processo.

Passo a passo para aderir o Refis

  1. Entrar na página principal do “Simples Nacional” procurando pelo setor de parcelamento
  2. Na aba “Parcelamento” você terá de procurar o “Programa Especial de Regularização Tributária”
  3. Na aba do “Programa Especial d e Regularização Tributária”, escolha a opção “Pedido de Parcelamento”

Assim que você escolher a opção “Pedido de Parcelamento”, você deverá cancelar todos os parcelamentos e recursos solicitados em algum momento anterior. O sistema apresenta todo o seu histórico de débito com todas as opções de parcelamento, ainda dando a liberdade de recorrimento, caso necessário.

Após  a escolha do sistema de parcelamento bem como a confirmação do seu programa de parcelamento, você precisará emitir o DAS para o pagamento do débito em questão.